Biografia

Evaldo Miguel de Almeida Calcagno é o segundo filho do casal Irane e José Calcagno de Oliveira. Nasceu dia 22 de abril de 1952. Aos seis meses, foi acometido por uma poliomielite. Ele passou a infância e adolescência no bairro da Barra e sua postura diante da deficiência física deve-se á criação igualitária e humana pela maneira como foi criado por seus pais e pela interação com seus 6 irmãos. Adorado pela família, amigos e toda a sociedade muriaeense, Evaldo tornou-se um exemplo de superaçãoo e prova de que o caráter e o carisma são os preceitos para tornar-se um grande cidadão. Não apenas isso, Evaldo, no jornalismo há mais de 25 anos, hoje o mais celebrado colunista da Zona da Mata de Minas Gerais, com leitores espalhados também pelo país e exterior “ muriaeenses que reencontram em suas notícias e furos a saudade da terra.

Sua formação começou com o curso primário na Escola Estadual Desembargador Canêdo, na Barra. O 5º ano, como era chamado na época, ele estudou com aulas particular com a conhecida professora Teresa Bandeira de Melo. Já o ginasial foi feito na escola E.E. Orlando de Lima Faria. Formou-se em Contabilidade no Colégio Santo Antonio.

Cursou dois anos de Letras e de Pedagogia na Faculdade Santa Marcelina. Trabalhou na Prefeitura Municipal de Muriaé, depois no Banco Real, na Delegacia Regional de Ensino e nas E.E. Eng. Orlando Flores e Prof. Gonçalves Couto, onde se aposentou.

Artes

Em sua mocidade, Evaldo passa a frequentar a sociedade muriaeense e logo pela sua verve e simpatia arrebanhou muitos amigos, que lhe acompanham e ajudam. Junto a Jorge Barroca, um de seus maiores amigos, participou das realizações dos Festivais de Musica, que agitaram culturalmente a cidade; da competição Cidade x Cidade do Programa Silvio Santos, trazendo cinco vitorias; como jurado do show de calouro, nas festividades de nossas Exposição  Agropecuária, Industrial e Comercial; da realização de shows com artistas de toda parte do país.

Fez teatro, durante cinco anos, como integrante do Grupo Chão de Minas, criado pelo amigo Euler Luz. Ajuda na criação dos figurinos e direção dos atores da encenação da Paixão e Morte de Jesus Cristo, que acontece há vários anos no Parque de Exposição“ junto com o casal Lolô e Reinaldo Dornelas, mais os paroquianos do Dornelas, bairro que ele passou a residir desde os 17 anos.

Moda

Desde jovem, Evaldo também se interessa por moda, criando croquis e coordenando trabalhos de passarela em dezenas de desfiles, Â entre eles o de baile eleição da Glamour Girl de Muriaé, ao lado do amigo João Carlos Correa.

Colunista

Começou no colunismo na década de 70, no tempo da FAFI, com o colega Ramiro Batista de Abreu, que fundou o Minas Jornal e o convidou para ser o colunista social.

Após 3 anos, com o fechamento do semanário, Evaldo passou a colaborar com a Gazeta de Muriaé. Nessa época, o amigo Danilo Porcaro batiza a coluna social com o nome de Boulevard, e assim, por 25 anos, através dela registra as festas mais badaladas de nossa sociedade. Depois de tanto tempo em um sójornal, ele colabora rapidamente com os semanários: Tribuna de Muriaé e Jornal de Muriaé.

Atualmente assina sua coluna Boulevard, no Correio Muriaeense e no site www.evaldocalcagno.com.br, um presente do amigo e jornalista Leandro Mazzini.

Sempre voltado para o respeito e consideração aos seus leitores e seus colunáveis, juntando todo esse tempo de colaboração , lá se vão mais 30 anos de colunismo, Evaldo, Boulevard, Gazeta de Muriaé, Glamour Girl, Correio Muriaense, passarelas, festas, tudo se confunde e se mistura, para nos dar de presente todas as semanas a sua simpatia, o seu carisma e sua dedicação.

2 ideias sobre “Biografia

  1. Olá,
    Boa noite!
    Me chamo Adriana Machado do Amaral e decidi tomar a liberdade de enviar essa mensagem, porque acabei encontrando um artigo neste blog, datado de 2009 que citava o nome de solteiro de Angelina Pelaggi. Seria tal pessoa, filha de Maria Luzia Pelaggi e Ulysses Passos Agricola?

    Estou realizando um estudo sobre os meus antepassados Ferdinando Pelaggi (1857) e Angela Pelaggi (1871). Se puder colaborar com alguma informação, será muito bem vinda.

    Desde já, muito agradecida
    Adriana Amaral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *