Minha homenagem ao grande baterista Miséria!

E a notícia se espalhou pesadamente entre nós seus admiradores: ” Morre, aos 90 anos o grande músico, o baterista Miséria“. O fato aconteceu neste 18 de março e por incrível que pareça somente ontem ficamos sabendo da grande perda, pois Miséria estava residindo em Divino, desde janeiro deste ano. A coluna Boulevard não pode deixar de fazer a Ogmar de Souza, uma devida e respeitosa homenagem. Sim, Ogmar de Souza, se alguém se referisse a esse nome, pouca gente o associaria a figura do músico. Arte e talento, nunca escolheram cor, nem classe, para sua expressão, prova disso foi que em 09 de junho de 1929, nascia na vizinha cidade de Recreio, Ogmar Souza, o Professor Miséria, filho de Sebastiana da Conceição.

Miséria no show em sua homenagem em 2014, na Praça Cel. Pacheco de Medeiros

Desde criança tocava em folia de reis e, aos 23 anos, mudou-se para Leopoldina, onde atuou como baterista da Leopoldina Orquestra, por mais de 15 anos. Casou-se com Romilda Barbosa de Souza, tendo dois filhos: Dogmar e Vilmar, e uma neta. Convidado pelo Prof. Teófilo Santos, o nosso conhecido Maestro Sansão, ele veio para Muriaé, onde se apresentava em bailes do MTC e nas Exposições Agropecuária.

O músico da cidade de Recreio recebendo o Título de Cidadão Muriaeense

Mudou-se para Campinas, onde tocava em clubes da cidade e em São Paulo. Ele possuia registro na Ordem dos Músicos do Brasil e se apresentou em países como Argentina, Chile e Uruguai, atuando durante 65 anos, como baterista profissional. Em vida, Miséria recebeu justas homenagens, como as do ano de 2014. Em março vários músicos jovens de nossa cidade prestaram um tributo ao ídolo da classe, com um show acontecido no calçadão do ex Restaurante Deck

Eu e Miséria em um dos Saraus Literários da Sra. Eudóxia Canêdo Montezano

Em setembro foi a vez do vereador Jair de Abreu lhe outorgar o Título de Cidadania Honorária, em solenidade acontecida no Teatro Zacarria Marques. Em 2015 ele participou como convidado especial do Sarau Literário, organizado pela pianista, pintora e socialite, a elegante Eudóxia Canêdo Montezano. Em 2017, durante a cerimônia de premiação e reconhecimento a iniciativa de preservação, valorização e divulgação do Patrimônio Histórico e Cultural do Município, Miséria recebeu do Prefeito, Ionnnis Konstantinos Grammatikopoulos, a Menção Honrosa, pelo conjunto de sua obra e por seu imenso talento. Fonte e fotos: FUNDARTE e Interligadoonline

Miséria recebendo mais uma homenagem pela Prefeitura Municipal, através de evento da FUNDARTE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *