Red Carpet do Finde

Em uma noite,no São Paulo Expo, marcada por mensagens de empoderamento feminino, a mineira Júlia Horta, 24 anos, da cidade de Juiz de Fora, foi eleita a mulher mais bela do pais.  Como a cerimônia foi marcada pela referência ao Dia da Mulher,  antes da divulgação das três finalistas, as misses, todas vestidas de preto, engajadas na luta contra violência feminina, cunharam a frase: “Lute como uma Miss”.

Júlia recebeu a coroa, avaliada em R$ 52 mil, das mãos da amazonense Mayra Dias e ainda levou para casa, joias da griffe Vivara, sete dias com acompanhante no Hotel Serra da Estrela, em Campos do Jordão, onde as misses ficaram confinadas por quinze dias, um cruzeiro da MSC pelas praias do Nordeste e a oportunidade de representar o Brasil no Miss Universo.

Também influenciadora digital, com mais de cem mil seguidores no Instagram, a jornalista disse estar muito feliz com o povo mineiro, que a abraçou e torceu muito por ela. “Então esse título é nosso”, completou. A candidata do Ceará, Luana Lobo, ficou na segunda colocação, enquanto Bianca Lopes, representante do estado de São Paulo, garantiu o terceiro lugarNa etapa de gala, as misses usaram vestidos pretos e brancos marcados pelas transparências, franjas e capa. A mineira deu um show nos desafios do concurso: venceu a tarefa de tutorial de maquiagem, entrou para o top 15 pelo júri popular e foi a mais votada pelas colegas no Júri Miss (uma espécie de Miss Simpatia) e pelo júri oficial, formado por, Alexandre Herchcovitch, Marcos Proença, Luiza Brunet, Rachel Maia, Natália Guimarães, Mônica Salgado, TacieleAlcolea, Ricky Hiraoka e Leila Schuster.

Fotos: Divulgação, Cleiby Trevisan/Miss Brasil BE Emotion / PurePeople

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *