Parabéna Para Eles!

Acabo de chegar de um delicioso jantar, ao lado dos aniversariantes Ana Lucia Barreto Campos, de hoje, e Gustavo Duriez, de ontem. Estavamos, nós mais a prima dela Maria Emilia Costa e o sobrinho dele, André Ouro Preto, comemorando no elegante ambiente do Restaurante Casa da Vila. Quem estava por lá, também em comemoraçao, mas de 14 anos de casados eram os simpáticos Regina e Mizael Ferreira Varela.

Save the Date

Mercí, Laís Bonato e Roberto Porcaro Filho e Esther Secunho Silva Tavares, pelos convites para comemorarem marcantes datas. Coincidentemente, tanto o casamento, dos bonitos noivos, quanto o debut da linda jovem, acontecem no dia 30 de setembro.   Em tempo gostaria de destacar os chics convites, tanto das bodas quanto do aniversário, são de muito bom gosto. Para quem não sabe, Laís é filha de Mariléia e José Rogério de Oliveira, Robertinho,  de Gilca Hubner Napier e de Roberto Porcaro. Já Esther é filha do elegante casal Cintia e Rogério Tavares.  

Felipe Rameh, Um Chef Brasileiro de Origem Libanesa, Comandando o Fogão do Casino

De gauche à droite, Felipe Rameh, Jorge Geraldo Kadri et Khalil Moussa.

 

O reconhecido chef de cuisine muriaeeense, Felipe Rameh, foi destaque na mídia da cidade Beirut onde passou 10 dias, a convite do embaixador do Brasil para o Líbano, Jorge Geraldo Kadri. Além do jornal La Derniêre, de cuja entrevista aproveitamos a fonte da jornalista Patrícia Khoder, para essa matéria Felipe ainda fez uma entrevista para a repórter Rania da MTVAlive (que postamos abaixo).  Nosso badalado conterrâneo foi o responsável pelos jantares do evento chamado “Festa do Brasil”, organizado conjuntamente com a embaixada do Brasil no Líbano,

Felipe e Alice com o staff da emaixada em umas das noites festivas do evento

A fachada do hotel cassino e uma mesa com a comida preparada pelo chef muriaeense

Alice, no interior de uma mesquita com sua cicerone Viviane Carvalho, da Embaixada do Brasil

Alice em seus passeios, com Viviane e mais duas amigas libanesas

O interior da  igreja mais antiga do Líbano e o Santuário da Nossa Senhora

Quem viajou para encontrar com ele por lá, foi sua mãe Alice Rameh de Paula, que tem origem naquele país. Seu pai, chamado Khalil Youssef Mhap, deixou o Líbano 92 anos atrás e como mundo é pequeno Felipe foi trabalhar, précisément na cidade de onde viera seu avô. Durante quinze dias, de sábado 9 até sábado, 23 de setembro, no chic Hotel Cassino do Liban, o segundo maior do mundo, ele servirá  para o Martingale, restaurante l’hôtel, um buffet composto por seis saladas e entradas, seis pratos quentes e sobremesas. Para aqueles que quiserem comer no salão do Casino, preparou três entradas quentes e sobremesas frias. Felipe Rameh levou do Brasil 700 quilos de vários produtos e bebidas, incluindo o famoso licor brasileiro feito de açúcar de cana, o Cadra, mas também chocolate, café, óleo de palma, mandioca e farinha de camarão seco. Além da comida nesses jantares acontecerão shows, com bailarinas brasileiras, que fazem parte da troupéè parisiense do Eleganda, já a música será do Xangô, grupo libanês, que interpretará músicas exclusivamente brasileiras. A ‘Festa do Brasil’ destina-se a divulgar a cultura brasileira para os libaneses e reforçar as ligações entre o Brasil e o Líbano. Para fortalecer ainda mais os laços culturais entre os dois países, a embaixada tem em Achrafieh um centro cultural brasileiro chamado Brasiliban, onde são dadas aulas de Português, para crianças e adultos e lá antes da Quaresma acontece até um carnaval. O centro também inclui um escritório que fornecem informações para aqueles que desejam continuar seus estudos no Brasil.

Red Carpet do Finde!!

No Red Carpet deste finde postamos a beleza da jovem Maria Eduarda Simão Costa, filha de Justiniana Simão e do empresário Odir (Dico) Paxão Costa. Ela atualmente reside no Rio de Janeiro, onde começou no período passado o seu sonhado curso de Medicina, na Unigranrio. Mas como ninguém é de ferro Maria, como a chamamos carinhosamente, tem uma agenda bem agitada na cidade maravilhosa. Pela sua beleza, em junho deste ano, estrelou o clipe da música  “Abençoada por Deus”, do conhecido MC Menor. e também esta fazendo uma campanha da griffe Sétima Jóia.  Sempre que pode está viajando para conhecer as melhores praias do Brasil e do exterior. Recentemente ela e o namorado Ricardo Mendes passaram uns dias flanando pela Califórnia, nos USA. Para nossa foto Maria veste um modelo azul clarinho, organza plissada, da BCBG, usando joias by Vivara. Seu make up foi assinado pelo staff do Cabelo & Arte.

 

Se Você Tem Um Aquário É Bem Possível Que Seu Peixe Fale: “Uai”

Estrutura- Tanques de criação de peixes ornamentais, na cidade de São Francisco do Glória; atividade não exige grandes aéreas. – Fotos:Pedro Vilela/Agência 17/Divulgação

Em Muriaé e o outras seis cidades vizinhas da Zona da MataVieira, São Francisco do Glória, Barão do Monte Alto, Eugenópolis e Patrocínio do Muriaé, a maré está para peixe. É que a região responde por 70% da produção de peixes ornamentais de água doce no Brasil e essa atividade significa geração de renda para cerca de 300 famílias de produtores. O analista do Sebrae Minas responsável pelo projeto na microrregião de Muriaé, Galvão Emerick, estima que a atividade gere mais de R$ 10 milhões ao ano para a economia local. O veterinário, piscicultor e instrutor de piscicultura ornamental do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) Gabriel Miranda Batista afirma que o polo é o maior da América Latina. Há 17 anos na atividade, o produtor Antônio Elias Ribeiro de Oliveira, de Patrocínio de Muriaé, comercializa cerca de 7.000 unidades por mês. São 150 tanques de alvenaria com peixes beta, uma das espécies mais produzidas na região. “Uma das vantagens da atividade é que não é necessário grandes espaços para produzir”, diz. Em meio hectare, ele, seus dois irmãos e mais um funcionário administram a produção. Eduardo Onibene, de São Francisco do Glória, já é a segunda geração da família que atua no mercado. “Os peixes ornamentais fazem parte da minha vida”, diz. De acordo com ele, a Piscicultura Onibene comercializa de 80 mil a 100 mil peixes por mês. A maior parte, de 30% a 40%, tem como destino o Estado de São Paulo. O produtor e distribuidor Waldinei Chicareli de Andrade conta que não comercializa peixes muito caro, os mais vendidos por ele, custam, em média, de R$ 1 a R$ 30 para o consumidor final. Andrade distribui os peixes da região para oito Estados brasileiros, com destaque para São Paulo e Goiás. Ele produz de 15 a 20 variedades de peixes e distribui em torno de “A distribuição se manteve no mesmo patamar do ano passado, o que é bom, apesar da crise”, observa. Fonte Jornal O Tempo

 

Ponta Pé Inicial

 

Só  mesmo a ator muriaeense Gabriel Marques Amaral pata me colocar na frente de uma telinha. Isso é coisa rara. Mas como vi sua estreia  no teatro fiz questão de vê-lo estrear também na tv. No capitulo de hoje da novela global Pega Pega, ele faz  uma rápida participação. Tomara que esse ponta pé inicial, possa lhe trazer futuramente uma vaga no jogo dessa arte. Estamos na torcida!!

Homenagem Póstuma

Infelizmente só ontem, ficamos sabendo do falecimento acontecido, na terça-feira dia 13, de um grande amigo da coluna, o eficiente contabilista Nelsino Sigiliano Gomes Filho,  Ele foi casado, durante 45 anos com a Sra. Maria das Graças Veiga Sigiliano, com quem teve três filhos: Daniela, Danilo e Daiana Veiga Sigiliano. Fomos vizinhos, nos anos 70, quando minha família residia na rua Oswaldo Cruz e a dele morava na movimentada Benedito Valadares. Depois nos reencontramos nos anos 80, nos festas e points badalados da época. Maria e Nelsino, chegaram a ter uma mesa cativa, nos findes, da histórica Lanchonete e Restaurante Pilão.  É triste perdemos um amigo, ainda mais quando se é uma pessoa do bem, que viveu para família. Foi um filho, esposo e pai exemplar, Por isso fazemos a ele, esta homenagem e aproveitamos para convidar a todos, que com quem conviveu para sua Missa de 7º Dia, que será celebrada na próxima segunda feira dia 18, ás 19h, na Igreja Nossa Senhora da Conceição, na 

Vem ai a III Oktobeerlisariofest

Começam a serem vendidos, hoje quinta-feira, dia 14, no Quiosque da Dilma, próximo ao Relógio da Praça João Pinheiro, os ingressos limitados para o III Oktobeerlisariofest, . Este ano eles custarão R$ 20,00 no primeiro lote, R$ 25,00 no segundo e darão direito à entrada e acesso ao festival. Canecos e copos pint de 500 ml serão vendidos à parte, por R$ 25,00; bem como canecos de acrílico de 300 ml (três chopes por R$ 30,00 e leva o caneco grátis). Chopes servidos em copos de plástico, somente de 500 ml, custarão R$ 13,00, R$ 1,00 a mais que os servidos em canecos e copos de vidro..Canecos de vidro da Oktobeerlisariofest 2016 e canecos de acrílico do Festival de 2015 terão validade, sendo que quem tiver estes canecos só compram outro se quiserem. A Oktobeerlisariofest  2017 terá no mínimo oito torneiras, com os estilos Bohemian Pilsener Dona Nina, Weiss, Indian Pale Ale (IPA), American Pale Ale, Weizenbock, Witbier e Stout – todas produzidas em Belisário. O cervejeiro convidado é Luiz André, da Itabeer de Laje do Muriaé, que apresentará sua deliciosa Pale Ale. Já o cervejeiro Felipe Januzzi, de Muriaé, também está preparando um estilo para o Festival. A English Barley Wine brassada em 15 de janeiro, maturando há quase nove meses será servida a preços especiais, R$ 20,00 o copo de 500 ml. Esta cerveja de guarda está com 14% de álcool, por isso recomendamos especial prudência no seu consumo. Tira gostos a preços razoáveis: trio mineiro, jiló com fígado de boi, frango a passarinho, chouriço, batata frita e sanduíche de lombinho com abacaxi. O III Oktobeerlisariofest será animado por três bandas e duas já estão definidas, Street Jazz de Muriaé e Seis Segundos. A sonorização estará a cargo da Zen Produções. E atenção os Bikers cadastrados que forem de bike até Belisário não pagarão entrada. Pedimos especial atenção também para o aviso: favor de NÃO DIRIGIR após consumir bebidas alcoólicas no Festival.

 

Premiação de Incentivo ao Patrimônio Cultural.

Acontece, nesta quarta-feira, 13/09,às 19 horas, no Paço Municipal a Cerimônia de Premiação de Incentivo ao Patrimônio Cultural, uma realização da Prefeitura de Muriaé por meio da Fundarte. Discute–se muito hoje a necessidade de preservação do Patrimônio Cultural, a valorização do passado e a memória coletiva das cidades; não só na arquitetura, mas em diversas áreas do conhecimento. humano. O Patrimônio Arquitetônico representa uma produção simbólica e material, carregada de diferentes valores e capaz de expressar as experiências sociais de uma sociedade. Porém, com o rápido e desordenado crescimento das cidades brasileiras, com uma progressiva perda e descaracterização do Patrimônio Histórico, necessitamos refletir acerca da constante transformação dos espaços urbanos, paralelo às implicações referentes à qualidade ambiental e preservação do patrimônio. construído. Por esse motivo o município de Muriaé instituiu o “Prêmio de Incentivo ao Patrimônio Cultural de Muriaé” como parte da política municipal do Patrimônio Cultural previsto na Lei Municipal nº 4.491 de 2013.

Agraciados do Ano de 2017:

Categoria 1: Patrimônio Material, bens tombados: PAÇO MUNICIPAL DE MURIAÉ/ Categoria 2: Patrimônio Material, bens inventariados: RESIDÊNCIA DA RUA AFONSO CANÊDO, 91 / Categoria 3: Patrimônio Imaterial: BANDA SOCIEDADE MUSICAL UNIÃO DOS ARTISTAS / Categoria 3: Patrimônio Imaterial: ASSOCIAÇÃO DOS VIOLEIROS DE MURIAÉ / Categoria 4: Responsabilidade Social: PROGEA- PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA POLICIA AMBIENTAL / Categoria 5: Ações Educativas: MOVIMENTO PRO-CULTURA. A cerimônia contará com uma palestra com o professor doutor da Universidade Federal de Viçosa, LEONARDO CIVALE, e terá as seguintes homenagens:MENÇÃO HONROSA ao Sr. Ogmar de Souza, mais conhecido como o baterista Miséria. HOMENAGEM PÓSTUMA: a Sra. Maria Bernadete Andrade Silva, pelos serviços prestados na Preservação do Patrimônio cultural de Muriaé.