7° Festival Ver e Fazer Filmes

Cultura

O 7°Festival Ver e Fazer Filmes é uma realização do Instituto Cidade de Cataguases em parceria com o Instituto Fábrica do Futuro, Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho e Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, com o patrocínio da ENERGISA, através da Lei de Incentivo à Cultura. O evento conta também com o apoio do Sebrae e da Prefeitura Municipal de Cataguases, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e da Secretaria Municipal de Educação.

Direção de arte

A muriaeense Lilia Nogueira Calcagno Horta, estará nos dias 23 e 30 de novembro, ministrando um Curso de Direção de Arte, no LAB Fashion, o primeiro coworking com foco em moda de São Paulo. Para quem não sabe, Lilia, filha do casal, Rosangela e Ricardo Horta, é mestre em Comunicação e Práticas do Consumo pela ESPM, graduada em Publicidade e Propaganda pela FAAP, com formação complementar na Università Degli Studi di Trieste, no departamento de Studi Umanistici em Trieste, Itália e na Université Rennes 2, na França. É ainda membro do grupo de pesquisa Mnemon, que trata sobre memória, comunicação e consumo.

Seus estudos são voltados para a obra de Hayao Miyazaki, com enfoque nas representações femininas no campo da comunicação e do consumo. Atualmente é professora da Universidade São Judas Tadeu do curso de Publicidade e Propaganda e coordena a agência experimental de publicidade Pupila das unidades do Butantã e da Mooca.

Encerrando com sucesso o 3° Festival de Cinema

Foi um sucesso o encerramento do Festival de Cinema de Muriaé, acontecida no aconchegante Teatro Municipal Belmira Villas Boas, ontem dia 9.

Patrocinado por Karlos Papelaria, Ferrobrás e Agrovale, com apoio do Ibis Hotel, Sicoob, Fundarte e Prefeitura Municipal, o 3°Festival foi realizado através da Lei de Incentivo á Cultura de Minas Gerais e organizado pelo diretor e ator Euler e a produtora Fernanda de Paula.

Iniciando os trabalhos, os apresentadores, Thais de Jesus e Gil Narrara, convidaram a grande platéia presente para assistirem a apresentação do longa metragem “Correndo Atrás“, que teve várias de sua cenas filmadas em Muriaé, com participação de atores e figurantes de nossa cidade.

Continuando a programação foram exibidos mais seis curta metragem e logos após, começaram a entrega dos prémios do Festival.

Hélio de la Pena e…..

Primeiro foram feitas duas homenagens, ao ator e autor do livro “Vai na Bola Gledson”, Hélio de la Pena e ao diretor do Polo Audivisial da Zona da Mata, César Piva, que receberam o Troféu de Honra ao mérito. Em tempo vamos registrar a homenagem feita também a Mônica Botelho (leia-se ENERGISA e Fundação Ormeu Junqueira Botelho), que recentemente teve um problema de saúde, mas está se recuperando bem e em breve tomara que ela esteja entre nós, pois seu trabalho é de suma importância para cultura da nossa região e do Brasil.

…..César Piva

O curta mais premiado Festival, foi “O Menino da Terra do Sol”, que ganhou como, melhor trilha sonora, melhor filme nacional e melhor ator infantil, o jovem Eduardo Gionella, que veio especialmente de Bento Gonçalves, para prestigiar o evento.

Eduardo e seus premios

A melhor atriz, Renata Jesion, do curta “Ana” e o melhor ator, Ramon Brant, do filme “Casulo“, não puderam comparecer. Melhor direção de fotografia ficou com “Um Certo Maralonso“, de Samuel.

Marco Andrade e Ivann Willig

Melhor direção de arte, “Santa”, de Marco Andrade, que ficou também com o prêmio de melhor filme regional. Já o melhor roteiro foi do curta “Ludibrium“, de Gleison Mota e a melhor direção, “Rosas“, de Ivann Willig.

Parte da equipe do filme A Luta

O melhor filme infantil foi escolhido, “A Luta” do conhecido muriaeense Bruno Bennec. Depois todos os premiados, organizadores e convidados foram se confraternizarem no chic Restaurante Casa da Villa.

3°Festival de Cinema

O casal Natalino Silva Oliveira, ele presidente da AMLE, os atores Euler Luz e Andrea do Valle, mais o amigo Jesus Ezequiel

Hoje eu fui assistir o pré lançamento do filme “Correndo Atrás”, adaptado do livro “Vai na Bola Glanderson”, de autoria do conhecido humorista Hélio de la Pena e que teve parte de suas filmagens realizadas em Muriaé. A exibição do longa metragem faz parte das atrações do 3° Festival de Cinema de Muriaé, que é organizado pelo nosso conhecido ator e diretor Euler Luz e a produtora Fernanda de Paula.

Euler, Fernanda, eu e Caio Oliva, cientista social e professor, que participou da organização e curadoria do 3° Festival de Cinema de Muriaé.

Nessa noite foram apresentados ainda seis curtas metragens, que estão concorrendo no Festival, que tem a premiação de, melhor filme, melhor diretor, roteirista,ator, atriz, figurino, e tais. Amanhã tem representação do “Correndo Atrás”, com direito a presença do ator e autor Hélio de la Pena,e a apresentação de mais seis curtas. Estaremos lá para conferir.

Eu e o ator Eduardo Giovanella, que veio de Bento Gonçalves, RS, para prestigiar a exibição do curta “O Menino da Terra do Sol”, no qual ele interpreta o escritor Flávio Luiz Ferrarini, autor do livro que dá nome ao filme. Eduardo tem 12 anos e sonha em ser ator e conta com o apoio de sua mãe Tanira. Eles vieram de avião até São Paulo e de lá pegaram outro voo para Juiz de Fora, de onde vieram de ônibus até Muriaé.

San Pedro do Atacama

Os elegantes casais, Wanessa e Horácio Pompei, Roane e Alcino dos Santos, esses com a bonita filha Alanna, acabam de retornar de uma semana curtindo o belíssimo visual do Deserto de Atacama.

Realmente por lá, apesar da aridez local, certamente você será encantado pela natureza: ficar boiando numa lagoa com vista para montanhas e vulcões. Tomar um vinho apreciando o por do sol. Ou se perder no céu das noites estreladas na vastidão do deserto.

Eles ficaram hospedados em San Pedro, uma cidade situada num planalto elevado na Cordilheira dos Andes. A deslumbrante paisagem que a circunda inclui deserto, salinas, vulcões, géiseres e fontes termais.

O Valle de la Luna, na Reserva Natural Los Flamencos, nas proximidades, é uma depressão parecida com a superfície lunar, com formações rochosas invulgares, uma enorme duna de areia e montanhas com faixas cor de rosa.

O grupo, ainda passou dois dias na cap, Santiago, so para conhecer a badalada Vinícola Concha y Toro.

Tendências para o inverno/2020

Estamos entrando no verão de 2019/20 e as passarelas do mundo da moda já sinalizaram o que vai ser destaque no inverno de 2020. Pela criação dos estilistas a gente pode perceber as referências, materiais e estampas, peças chaves, modelagem, pontos fortes e cores da nova temporada. Basicamente as inspirações do inverno/20, foram buscadas principalmente nos estilos dos anos 70 e podem ser encontradas nas tendências, Tradição, Novo Cool, Vintage & Casual e Utilitário Elegante.

A Tradição buscou sua inspiração no, conservadorismo, romantismo, hipismo e no preppy, inglês. Os babados, sem decotes , mangas bufantes e volumosas, a saia midi, as golas altas e camisas com colarinhos pontiagudos.

1- Nos tecidos, destaque para os mais espessos e com base no algodão. As lãs aparecem tanto mais felpudas quanto batidas, sendo a lã fria a melhor opção para o nosso mercado. Versão lisas ou com padronagens clássicas sao exploradas.

2- No xadrez aposte também nas personagens clássicas, como tartá, príncipe de Gales e pier de coq

3- Peças em malha retilíneo trazem elaboração através dos pontos, com tranças, armas e cancelados espessos. Os fios são penosos, tanto liso quanto mesclado.

4- A inspiração no hipismo traz o couro como um material importante, inclusive nas versões sintéticas. O destaque fica por conta das superfícies lisas e de visual nobre.

5- Os argyle e listras trazem do peppyas referências sendo os morangos simplificados e as listras largas as mais exploradas.

Peças chaves

Modelagem

Pontos fortes

Cartela de cores

Conforto e sofisticação são duas caracteristicas que andam cada vez mais juntas na moda. O esteticamente relaxado, despojado, trabalhado de forma muito elegante. Esse virou o novo jeito descolado de se vestir, onde a mulher é uma consumidora que possue um estilo de vida mais saudável. Elas colocam o conforto em primeiro lugar e estão atentas para combinar, o bem estar físico e mental. Usam produtos mais sustentáveis se preocupando, como são feitos os materiais e seu impacto ambiental.

1- As texturas sutis são importantes, vistas em pontos simplificados como jersey, link link e canelados médios e com efeito sanfona. Nos fios os isso trazem um aspecto de elegância e os felpudos de conforto.

2- A lã é protagonista, especialmente em casacos. Peças estruturadas aparecem em lã penteada e as com visual confortável prezam pelas texturas como da lã buclê.

3– Tecidos planos sofisticados também são explorados com o Sedex e os acetinado. Atente para vos brilhos pronunciados e para no uso das cores mais intensas.

4– As estampas se discretas, como o xadrez em versões mais apagadas. Geometria e riscas sem formas definidas, trazem um toque artísticos as peças.

Peças chaves

Modelagem

Pontos fortes

Cartela de cores

São os mais comerciais para o nosso público e se inspiram no cotidiano da década de 70, época importante para cultura atual. As mulheres, que foram para o meecado de trabalho, inspiravam seus trajes no quarda roupa masculino. Outras inspirações, a Biba Boutique, primeira das “lojas multi marcas” e as noites americanas, principalmente em Nova Iorque, com sua violência, contrastando com a cidades americanas do interior.

1- Tecidos de seda e viscose são essenciais para criar as peças mais femininas do estilo como camica e vestidos. Destaque para os efeitos acetinados, trabalhados om brilho leve, bem como os foscos.

2- Veludo cotelê, forte referência dos anos 70, é usado em peças com cortes de alfaiataria, ou em jaquetas e calças casuais. Tons terrosos prevalecem, porém cores mais vibrantes também são trabalhadas

3- O couro ser em versões polidas ou comacabameto blush off, relatando o aspecto vintage das peças. Já os pelos são aplicados em forros ou golas.

4- As estampas florais da temporada prezam por desenhos simplificados, criando um visual retrô e feminino. As escalas são pequenas e médias, e a aplicação pode ser tanto espalhada, quanto preenchida na peça.

5- Tanto o leopardo quanto o piton são importantes e começam a dividir espaço com a zebra. Uma atualização da temporada são as versões recoloridas. As peles naturais vem em cores viva, como o rosa, que as deixam mais joviais e divertidas. Apesar das cores diferenciadas, os desenhos se mantêm fiéis a realidade.

6- A melhoria retilínea é trabalhada no tema principalmente em falhas leves e médias, sendo uma boa opção para o inverno brasileiro. Atenção para os jacquards texturização, que podem ser uma alternativa as estampas e possuem visual vintage.

7- Mais uma vez o xadrez faz referência principalmente a influência do workwear dos anos 70. A cartela preza pelos tons neutros combinados a variação de vermelho. Aplique essa padronagens em peças como os blazeres e calças.

Peças chaves

Modelagem

Pontos fortes

Cartela de cores

A estética utilitária há muito vem insistindo no universo masculino e as tendências já foram apresentadas em outras antigas temporadas. Mesmo com toda funcionalidade, as peças não perdem a elegância. As inovações tecnológicas exigem uma roupa com compartimentos, bolsos, para oferecer praticidade.

1- Destaque para as versões com superfícies lisas e acabamento semi-brilho. Na hora de pensar em texturas, foque em padrões sutis e com pouco relevo, trazendo um apelo mais tecnológico para as bases.

2- Os tecidos planos destacam-se nas superficies opacas em materiais como algodao, linho e sarjas. Por vezes, atente para os tingimentos de tecidos que propõem um leve desgaste de cor nos materiais.

3- Atente para a maleabilidade das malhas e para as bases que trazem elastano na composição. Já no caso do nylon, o toque esportivo do material chama a atenção em contraponto as modelagens mais minimalistas ou até mesmo sofisticadas.

Peças chaves

Modelagem

Pontos fortes

Cartela de cores

Fonte e fotos: Use Fashion

Chá bar carioca

A bonita doutora Dandara Turetta Felisberto e o Profissional de Educacao Física e empresario, Caio Maia de Oliveira, ganharam um chá bar, no finde passado, organizado pelos amigos muriaeenses e carioca, afinal Dandara já clinica no Rio de Janeiro.

A alegre e elegante noite, aconteceu na pergola , do Freedom Freguesia, com todos os fornecedores da belacap. A decoração de Natália Azevedo Eventos, cardápio assinado por Silvana Buffet e animação da banda Plano B.

Entre as presenças, destacamos nas fotos, os pais dos noivos, Alessandra e Irineu Felisberto, Vânia e Mário Marques de Oliveira, o irmão Matheus Turetta Felisberto com a sua linda, Gabriela Monteiro de Castro, o tio Leonardo Turetta Silva, mais os amigos: Débora Neves, Suellen, Priscilla,Mônica Pirassol e João Vitor Marum, Rachel, Gabriela, Carla, Isabela e Evandro Moura, Nathália, Cris, Lysa e Renan.

3° Virada cultural

“Não é possível estar dentro da civilização e fora da arte” – Rui Barbosa

Hoje é dia de celebrar toda e qualquer expressão cultural do nosso Brasil, repleto de diferenças regionais que nos tornam um país culturalmente rico. Acreditando que a cultura transforma vidas, a FUNDARTE convida você para comemorar esta data e partucipar da Virada Cultural, nos dias 16 e 17 de novembro em Muriaé.

Campeonato estadual de vôlei- sub 15, masculino 2019

Acontece hoje, as 19h, na Unifaminas, a abertura oficial do Campeonato Estadual, Sub 15, de Vôlei Masculino, com a presenca do jogador Pelé do Vôlei, atual Secretário de Esporte de Minas Gerais. Ele fará às 19h30min, uma palestra, seguida de um Congresso Técnico, às 20h30mim. Nos dias 06, 07, 08, 09 e 10, a partir a 08h, se realizarão nas quadras, do Rodrigão e da Unifaminas, os jogos, reunindo as equipes das cidades de Muriaé, que será sede do campeonato, mais, Belo Horizonte, Juatuba, Juiz de Fora, Uberlândia, Usiminas e Varginha. O evento busca estimular a prática do voleibol em Minas Gerais, dando oportunidade para a descoberta de novos talentos na modalidade, e também oferecer às cidades do interior do estado, a serem sede de eventos esportivos de alto rendimento como forma de lazer, geração de emprego/renda e promoção do esporte na sociedade . Fonte : FUNDARTE

Os Secretários, Municipal e Estadual de Esporte, respectivamente os conhecidos Forim e Pelé

Tabela com os dias, horários e locais dos jogos